META
8
Assistência e Desenvolvimento social
Assegurar acolhimento para, no mínimo, 90% da população em situação de rua.

Valor base
78,91%

Período base
2017

PROJETOS ASSOCIADOS
Sugerir projeto
A seguir há uma lista de projetos. Clique no cabeçalho para exibir seu conteúdo, clique novamente para fechar seu conteúdo.
  • Resultados esperados
    Construir alternativas para a população em situação de rua com base no respeito à integridade e dignidade e focadas na construção de sua autonomia, para a superação total ou parcial da condição de vulnerabilidade de forma sustentável.

    Justificativa
    O atendimento à população em situação de rua, do modo como é ofertado atualmente, possui diversos problemas. Os Centros de Acolhida existentes hoje têm estrutura precaríssima; não aceitam animais; não tem espaço para carroças e nem lugar seguro para guarda de pertences; não proporcionam privacidade, nem um padrão mínimo de conforto, e oferecem poucas vagas para acolhimento conjunto de casais e famílias. O modelo de acolhimento e de convivência não favorece a construção de autonomia, o efetivo acesso a direitos, o desenvolvimento pessoal e a geração de renda. Há espaço para melhorias na gestão das parceiras, no controle da qualidade dos serviços, no gerenciamento dos Planos Individuais de Atendimento e no fortalecimento do caráter sistêmico e encadeado das ações para este público.

    Reformar quatro centros de acolhida para adequação a novo formato dos serviços (Espaços Vida), considerando, dentre outras, melhorias de acessibilidade, ambiência e eficiência energética.

    Melhorar a infraestrutura dos demais Centros de Acolhida para adequação ao padrão de qualidade Programa Vida considerando, dentre outras, melhorias de acessibilidade, ambiência e eficiência energética.

    Criar e publicar indicadores de qualidade e efetividade do Acolhimento à População em situação de rua.

    Avaliar todas as unidades de acolhimento para a população de rua conforme indicadores desenvolvidos.

    Disponibilizar capacitação profissional em todos os Espaços Vida.

    Garantir que todas as pessoas em situação de rua com perfil condizente com o serviço de tipo República sejam acolhidas nesta modalidade.

  • Resultados esperados
    A construção de autonomia da população em situação de rua, para a superação total ou parcial da vulnerabilidade.

    Justificativa
    Dados de 2015 apontavam, àquela época, para uma população em situação de rua de quase 16 mil pessoas. Um desafio para a construção da autonomia e saída da situação de vulnerabilidade por parte desses cidadãos é a inserção no mundo do trabalho. A equipe da SMADS trabalha, desde o início de janeiro de 2017, na prospecção de vagas e beneficiários, tendo já realizado capacitação para 379 concluintes e encaminhado 201 cidadãos para vagas de trabalho.

    Articular 20.000 vagas em empresas para recepção de trabalhadores oriundos da situação de rua.

    Firmar parceria com órgãos públicos (Poupatempo, Receita Federal, Exército Brasileiro, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal dos Transportes, Caixa Econômica Federal, Defensoria Pública e Associação de Cartórios) para emissão facilitada de documentos.

    Capacitar 20.000 cidadãos em situação de rua em diferentes áreas - formação humana, comportamental, financeira e técnica para a inserção no mundo do trabalho.

    Capacitar equipes das empresas receptoras dos trabalhadores oriundos da situação de rua para adequada recepção a este público.

    Acompanhar junto aos setores de Recursos Humanos das empresas a situação dos cidadãos encaminhados.