Execução da Meta



Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem - 2017-2018 2019-2020
Valores acumulados 4.6 - 4.8 5.8
Valores por período - 4.8 5.8

Status: Primeiro resultado previsto para 2º Semestre de 2018
Último dado disponível: -
Última atualização: janeiro/2018

  • Ficha TécnicaVer detalhes

    Ponto de partida

    Valor base
    4,6

    Período base
    2015

    Variação 2013-2016
    2011-2015: 0 2007-2011: +0,4

    Projeção da meta

    2017-2018
    4,8

    2019-2020
    5,8

    Informações do indicador

    Descrição do indicador
    IDEB dos anos finais do EF, da rede municipal.

    Fórmula de cálculo
    Fórmula elaborada com base no aprendizado dos alunos em português e matemática (Prova Brasil) e no fluxo escolar (taxa de aprovação)

    Notas técnicas

    IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica): Indicador do governo federal que mede a qualidade do ensino nas escolas públicas, por meio do resultado da Prova Brasil e da taxa de aprovação escolar.

    Unidade de medida
    Unidade

    Frequência
    Bienal

    Fonte
    Ministério da Educação/ Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Informações Adicionais

janeiro/2018
O IDEB é um indicador nacional que mede a qualidade do ensino nas escolas públicas a partir do resultado da Prova Brasil e da taxa de aprovação escolar. A última aplicação da Prova Brasil ocorreu em 2017, mas seus resultados serão divulgados somente em 2018.
Durante o ano de 2017, para garantir o acesso, permanência e aprendizado dos alunos dos anos finais do Ensino Fundamental, a Secretaria Municipal de Educação implementou uma série de ações nos eixos de formação, currículo e avaliação, que se refletem nos projetos estratégicos previstos no Programa de Metas (Alfabetização, Apoio Pedagógico, Avaliação Externa, Currículo da Cidade, Acesso e Permanência e São Paulo Educadora). Logo em janeiro, foi criado o Sistema de Avaliação Escolar dos Alunos da Rede Municipal de Ensino, com objetivo de orientar o trabalho dos professores e subsidiar a formulação das políticas municipais. Durante o ano, foram aplicadas aos alunos dos anos finais do Ensino Fundamental a Avaliação Diagnóstica, a Prova Semestral, a Prova São Paulo. Todo esse trabalho esteve articulado com os cursos de formação continuada ofertados para toda a Rede Municipal de Ensino, com especial atenção ao processo de alfabetização e recuperação paralela. Ao todo, foram ofertadas 505 ações formativas, totalizando mais de 124 mil vagas. Com objetivo de atualizar o currículo e alinhá-lo a nova Base Nacional Comum Curricular , foi lançado em dezembro de 2017 o Currículo da Cidade - Ensino Fundamental. Sua implantação será iniciada em 2018, com a disponibilização de cadernos de Orientações Didáticas e materiais didáticos, oferta de formação continuada e alinhamento das avaliações externas a nova matriz curricular. Além dessas ações, foram desenvolvidas algumas mais específicas – no âmbito do Programa de Metas – para a melhoria das condições de atendimento, permanência e aprendizado nos anos finais do Ensino Fundamental, tais como os projetos Acesso e Permanência e São Paulo Educadora.
Para saber mais detalhes das ações da SME relacionadas a essa meta, consultar os projetos mencionados.