META
19
Secretaria Municipal de Cultura
Aumentar em 15% (504.535) o público total frequentador dos equipamentos culturais
Execução da Meta



Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem 1° Sem 2° Sem - 2017-2018 2019-2020
Evolução do Indicador 3363571 1712011 3742946 2129723 - 3531749 3868106

Informações adicionais sobre a execução da Meta

O gráfico de barras verticais acima indica o número total de pessoas que frequentaram os equipamentos culturais por período em números aboslutos sendo que no 1º semestre os valores são mostrados para o período e no 2º semestre, de forma acumulada (valores somados do 1º e do 2º semestres do ano correspondente). Assim, o número total de público frequentador no final de um ano pode ser comparado ao de 2016 (3.363.571 = 100%), que é o valor base de referência, possibilitando a verificação do aumento ocorrido no período anual. Em 2017, esse aumento foi de 364.738, ou 10,8%. Quanto aos ícones de alvo/mira, eles representam a projeção da meta para 2018 e para 2020, indicando, também de forma acumulada, o valor total de público a ser alcançado (valor base + aumento no período).


Status da Meta: Em andamento

Último dado disponível: junho/2018
Última atualização: julho/2018

  • Ficha TécnicaVer detalhes

    Ponto de partida

    Valor base
    3.363.571 pessoas

    Período base
    2016

    Projeção da meta

    2017-2018
    5% (168.178)
    +5% (+168.178)

    2019-2020
    15% (504.535)
    +10% (+336.357)

    Informações do indicador

    Descrição do indicador
    Variação percentual no número total de público frequentador dos equipamentos culturais da Secretaria Municipal de Cultura.

    Fórmula de cálculo
    (Número total de público frequentador final - Número total de público frequentador inicial) / Número total de público frequentador inicial * 100

    Notas técnicas

    Houve descontinuidade da mensuração da série histórica de frequência de público em alguns equipamentos culturais na última gestão. No entanto, foi possível chegar a um valor base a partir do cálculo médio utilizado nos equipamentos que não apresentavam dados para todo o período. O ideal seria pautar a meta no público total frequentador da gestão passada (2013 a 2016), porém isso não se mostrou viável, pois a coleta sistemática de frequência de público foi priorizada a partir de 2017 somente. Portanto, tomando o ano de 2016 como valor base, será possível fazer a comparação da frequência de público ano a ano, possibilitando, dessa forma, um monitoramento preciso da meta.

    Unidade de medida
    %

    Frequência
    Anual

    Fonte
    Secretaria Municipal de Cultura

Informações Adicionais
julho/2018

Desde o início de 2017, houve aumento considerável na frequência de público nos equipamentos culturais. Alguns espaços culturais, que não haviam sido contabilizados no valor-base de 2016, como a Escola Municipal de Iniciação Artística, o Arquivo Histórico Municipal e as Casas de Cultura Itaim Paulista e Guaianases, foram incluídos na contagem de frequência em 2018. Além disso, houve programação variada nos equipamentos, especialmente em espaços culturais na periferia da cidade. Finalmente, ressalta-se que se aprimoraram as técnicas de contagem do público, o que permitiu maior exatidão na divulgação dos dados..

janeiro/2018

Houve um aumento expressivo na frequência de público nos equipamentos culturais. Esse fato se deve a inúmeros fatores, como o aumento de atividades artístico-culturais nos finais de semana, sem a interrupção da programação regular semanal e mensal dos equipamentos. As Casas de Cultura também sentiram um aumento expressivo de público participante. Agora, além das contratações artísticas que são feitas pelo Núcleo de Programação da Secretaria, as Casas têm autonomia para realizarem suas próprias contratações artísticas, buscando maior inserção de artistas locais numa porção mais abrangente da cidade. A Secretaria também realizou parcerias com instituições culturais de larga envergadura, promovendo exposições exitosas em espaços museológicos.