• Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Gerenciamento de riscos geológicos, hidrológicos e tecnológicos na cidade de São Paulo.

    Situação encontrada

    Nos últimos anos, as ações de Proteção e Defesa Civil realizadas na cidade para a consolidação desta política municipal apresentaram um caráter voltado para as ações de resposta, abordando pouco a prevenção e a integração efetiva da sociedade civil neste processo. Por outro lado as diretrizes da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, além das recomendações do Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres - UNISDR-CERRD, centram suas ações na linha da gestão integrada dos riscos e o seu consequente gerenciamento, quando atuam no território das respectivas Prefeituras Regionais. Assim, o presente projeto, dentro de sua abordagem, parte deste cenário que justifica cada vez mais a necessidade da implantação deste gerenciamento e, principalmente, o envolvimento da sociedade civil.

    Resultados esperados

    A população estará preparada para lidar com situações de risco diversas, especialmente em regiões mais críticas, contribuindo para a construção de uma cidade resiliente.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 0,0 milhões R$ 0,0 milhões
    Custeio R$ 6,5 milhões R$ 0,0 milhões
  • Execução OrçamentáriaVer detalhes
    2017 2018
    Recursos próprios Outros recursos Total Recursos próprios Outros recursos Total
    Investimento R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões
    Custeio R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões
    Total R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões

    Para informações sobre os critérios para apuração da execução orçamentária, clique aqui.

    Informações Adicionais

    março/2019
    O Projeto 46. Cidade Resiliente apresentou atraso em algumas linhas de ação devido à não adesão de atores-chave às parcerias prospectadas – particularmente as Linhas de Ação 46.4, 46.5, 46.7, 46.8 e 46.9, cuja execução dependia da articulação de parcerias nos territórios, e cujas estratégias de intervenção se complementam. No segundo semestre de 2018, observou-se avanços na Linha 46.1 acima do previsto para o período, em função do reforço do quadro funcional da Coordenação Municipal de Defesa Civil - COMDEC, com a contratação de 10 geólogos. Adicionado a isso, a COMDEC adotou novas estratégias para integração das linhas de ação, visando potencializar a consecução das entregas no próximo semestre.

    julho/2018

    Tendo em vista que todas as atividades das linhas de ação fazem parte das rotinas de trabalho da DPREV e da COMDEC, os gastos tidos com as entregas de 2017, bem como para as entregas que serão realizadas nos próximos anos, foram relativas aos salários do corpo técnico, gastos de deslocamento e impressão. Sendo assim, não há custos a serem declarados com o Projeto 46.

Linhas de Ação
  • 46.1 Atualizar o mapeamento das áreas de risco geológico, realizados pelo IPT em 2010

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Percentual de áreas de risco geológico com mapeamento atualizado

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador 407 0 0 35% 46% - 100%

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 6 -
    Butantã 0 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 42 -
    Casa Verde 0 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 24 -
    Cidade Tiradentes 0 0 7 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 6 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 -
    Guaianases 0 0 0 -
    Ipiranga 0 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 0 -
    Itaquera 0 0 12 -
    Jabaquara 0 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 -
    Lapa 0 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 0 -
    Mooca 0 0 0 -
    Parelheiros 0 0 11 -
    Penha 0 0 5 -
    Perus 0 0 0 -
    Pinheiros 0 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 21 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 0 -
    São Mateus 0 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 7 -
    Sapopemba 0 0 0 -
    0 0 0 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: março/2019

  • 46.2 Iniciar o mapeamento dos riscos hidrológicos e tecnológicos, adequando as metodologias existentes à realidade do município, de forma a subsidiar o planejamento e implantação do processo de gerenciamento destes riscos.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Mapeamento dos riscos hidrológicos e tecnológicos Publicados

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 46.3 Elaborar a relação de áreas prioritárias para a implantação do gerenciamento dos riscos, de forma a balizar as ações internas e, também, informar as comunidades como forma de sensibilizá-las sobre a importância da sua integração neste processo de gerenciamento.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Definição e publicação da relação de áreas prioritárias para a implantação do gerenciamento de riscos

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 46.4 Fortalecer os 380 Núcleos de Defesa Civil (NUDECs) existentes por meio da integração e organização das comunidades das áreas de risco a partir dos critérios de criticidade pré-estabelecidos dentro dos planos de contingências a serem implantados nas respectivas áreas

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Nº de NUDECs fortalecidos

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 380 0 0 0 0 - 380
    Valores por perí­odo - 0 0 0 0 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 - 33
    Butantã 0 0 0 - 37
    Campo Limpo 0 0 0 - 9
    Capela do Socorro 0 0 0 - 16
    Casa Verde 0 0 0 - 6
    Cidade Ademar 0 0 0 - 32
    Cidade Tiradentes 0 0 0 - 17
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 - 2
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 - 15
    Guaianases 0 0 0 - 5
    Ipiranga 0 0 0 - 17
    Itaim Paulista 0 0 0 - 20
    Itaquera 0 0 0 - 44
    Jabaquara 0 0 0 - 0
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 - 13
    Lapa 0 0 0 - 2
    M'Boi Mirim 0 0 0 - 6
    Mooca 0 0 0 - 0
    Parelheiros 0 0 0 - 61
    Penha 0 0 0 - 20
    Perus 0 0 0 - 4
    Pinheiros 0 0 0 - 0
    Pirituba/Jaraguá 0 0 0 - 11
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 - 2
    Santo Amaro 0 0 0 - 0
    São Mateus 0 0 0 - 23
    São Miguel Paulista 0 0 0 - 16
    Sapopemba 0 0 0 - 14
    0 0 0 - 1
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 - 12
    Vila Mariana 0 0 0 - 26
    Vila Prudente 0 0 0 - 10
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: novembro/2018

  • 46.5 Fomentar a criação de 350 NUDECs e integrando-os ao processo de gerenciamentos dos riscos dos riscos mapeados

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Nº de NUDECs criados

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 0 0 0 0 0 - 350
    Valores por perí­odo - 0 0 0 0 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 -
    Butantã 0 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 0 -
    Casa Verde 0 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 -
    Guaianases 0 0 0 -
    Ipiranga 0 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 0 -
    Itaquera 0 0 0 -
    Jabaquara 0 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 -
    Lapa 0 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 0 -
    Mooca 0 0 0 -
    Parelheiros 0 0 0 -
    Penha 0 0 0 -
    Perus 0 0 0 -
    Pinheiros 0 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 0 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 0 -
    São Mateus 0 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 0 -
    Sapopemba 0 0 0 -
    0 0 0 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: julho/2018

  • 46.6 Implantar o Programa de Mobilização e capacitação para a percepção de riscos a partir das áreas priorizadas

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Programa de mobilização e capacitação em percepção de riscos implantado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 46.7 Implantar o Programa Saúde, Proteção e Defesa Civil na Escola e o Grupo de Defesa Civil Escola em 180 escolas articulando órgãos do Sistema Municipal de Defesa Civil e priorizando escolas municipais localizadas em áreas de risco alto e muito alto.

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Nº de escolas com o Programa Saúde, Proteção e Defesa Civil na Escola e o Grupo Defesa Civil Escolar implantado

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 0 0 0 0 9 - 180
    Valores por perí­odo - 0 0 0 9 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 0 0 0 - 4
    Butantã 0 0 0 0 0 - 6
    Campo Limpo 0 0 0 0 0 - 9
    Capela do Socorro 0 0 0 0 0 - 6
    Casa Verde 0 0 0 0 0 - 5
    Cidade Ademar 0 0 0 0 0 - 7
    Cidade Tiradentes 0 0 0 0 0 - 5
    Ermelino Matarazzo 0 0 0 0 0 - 5
    Freguesia/Brasilândia 0 0 0 5 5 - 6
    Guaianases 0 0 0 0 0 - 5
    Ipiranga 0 0 0 1 1 - 3
    Itaim Paulista 0 0 0 0 0 - 7
    Itaquera 0 0 0 0 0 - 9
    Jabaquara 0 0 0 1 1 - 3
    Jaçanã/Tremembé 0 0 0 0 0 - 6
    Lapa 0 0 0 1 1 - 1
    M'Boi Mirim 0 0 0 0 0 - 9
    Mooca 0 0 0 0 0 - 0
    Parelheiros 0 0 0 0 0 - 3
    Penha 0 0 0 0 0 - 4
    Perus 0 0 0 0 0 - 6
    Pinheiros 0 0 0 0 0 - 0
    Pirituba/Jaraguá 0 0 0 0 0 - 4
    Santana/Tucuruvi 0 0 0 0 0 - 1
    Santo Amaro 0 0 0 0 0 - 0
    São Mateus 0 0 0 1 1 - 5
    São Miguel Paulista 0 0 0 0 0 - 5
    Sapopemba 0 0 0 0 0 - 6
    0 0 0 0 0 - 0
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 0 0 0 - 2
    Vila Mariana 0 0 0 0 0 - 0
    Vila Prudente 0 0 0 0 0 - 1
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: março/2019

  • 46.8 Elaborar 896 Planos de Contingência priorizando as áreas de riscos alto e muito alto, no caso dos geológicos e hidrológicos, e de grande vulnerabilidade no caso dos riscos tecnológicos.

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Nº de planos de contingência elaborados, priorizando as áreas de riscos alto e muito alto

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 113 -
    Valores por perí­odo - 113 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 Valor Acumulado - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 1 1 -
    Butantã 0 0 -
    Campo Limpo 2 2 -
    Capela do Socorro 30 30 -
    Casa Verde 1 1 -
    Cidade Ademar 0 0 -
    Cidade Tiradentes 15 15 -
    Ermelino Matarazzo 1 1 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 -
    Guaianases 1 1 -
    Ipiranga 8 8 -
    Itaim Paulista 0 0 -
    Itaquera 6 6 -
    Jabaquara 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 10 10 -
    Lapa 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 -
    Mooca 0 0 -
    Parelheiros 8 8 -
    Penha 0 0 -
    Perus 0 0 -
    Pinheiros 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 2 2 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 -
    São Mateus 10 10 -
    São Miguel Paulista 8 8 -
    Sapopemba 1 1 -
    9 9 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: -
    Última atualização: março/2019

  • 46.9 Implantar dentro do Sistema Municipal de Defesa Civil de um programa de controle do uso do solo devidamente organizado com vistas a coibição da implantação de futuras áreas de risco, principalmente em locais onde as características geológico-geotécnicas não sejam favoráveis, e também o fortalecimento de politicas públicas existentes com vistas ao congelamento de áreas que foram objeto de desocupações

    Regionalização
    Marco

    Descrição do Indicador
    Programa de Controle do uso do solo implantado no Sistema Municipal de Defesa Civil

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados Não aplicável 0 0 0 0 - 1
    Valores por perí­odo - 0 0 0 0 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

Informações Adicionais
março/2019
O Projeto 46. Cidade Resiliente apresentou atraso em algumas linhas de ação devido à não adesão de atores-chave às parcerias prospectadas – particularmente as Linhas de Ação 46.4, 46.5, 46.7, 46.8 e 46.9, cuja execução dependia da articulação de parcerias nos territórios, e cujas estratégias de intervenção se complementam. No segundo semestre de 2018, observou-se avanços na Linha 46.1 acima do previsto para o período, em função do reforço do quadro funcional da Coordenação Municipal de Defesa Civil - COMDEC, com a contratação de 10 geólogos. Adicionado a isso, a COMDEC adotou novas estratégias para integração das linhas de ação, visando potencializar a consecução das entregas no próximo semestre.
julho/2018
O Projeto 46. Cidade Resiliente apresentou atraso em algumas linhas de ação, que dependem da articulação com atores nos territórios, e cujas estratégias de intervenção se sobrepõem – particularmente as Linhas de Ação 46.4, 46.5, 46.6, 46.7 e 46.8. Foram iniciadas tratativas de articulação com as Secretarias Municipais de Educação e Saúde, bem como com lideranças locais em áreas de risco, mas sem o retorno esperado até o momento, acarretando atrasos na inicialização de ações articuladas entre si nas diferentes linhas de ação. A Coordenação Municipal de Defesa Civil – COMDEC, está presentemente avaliando novas estratégias para melhorar a integração para consecução das entregas propostas
janeiro/2018
A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) da SMSU é a responsável na cidade de São Paulo pela gestão dos riscos ambientais geológicos (escorregamentos), Hidrológicos (enchentes) e tecnológicos (incêndios em comunidades, ocorrências em dutos da COMGAS e TRANSPETRO, ocorrências envolvendo transporte de produtos perigosos etc, bem como o permanente atendimento de ocorrências relativas a estes riscos realizadas pelos Coordenadores Distritais de Defesa Civil – CODDECs, os principais executores das ações elencadas no plano, e Equipes- Resposta. Além disto, a COMDEC, desde o inicio da gestão, esta desenvolvendo uma serie de ações e trabalhos estruturantes e de rotina que demandam uma quantidade de recursos humanos e tempo. Por este motivo grande parte dos primeiros resultados previstos no planejamento devem começar a aparecer somente no primeiro semestre de 2018, como frutos do trabalho desenvolvido em 2017 em meio a tudo que foi relatado. Dentre estes trabalhos, destacamos todo o planejamento referente à implantação e execução do Plano Chuvas de Verão 2017/2018, que é uma prioridade da administração municipal. Os executores da Política Municipal de Defesa Civil nas Prefeituras Regionais, que são os Coordenadores Distritais de Defesa Civil (CODDEC), e responsáveis pela elaboração dos planos, também estão empenhados nessas atividades. Destacamos ainda que boa parte dos planos encontra-se já em andamento e/ou em fase de finalização. Além disso, muitas ações previstas no Programa de Metas dependem de atividades de mapeamento, participação de outros órgãos de administração, como por exemplo, a Educação e Saúde, portanto é natural que os resultados sejam mais robustos a longo prazo.