• Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Certificação de 75% dos estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo no Modelo de Gestão da Qualidade, Humanização e segurança do paciente.

    Situação encontrada

    Atualmente, nos estabelecimentos e serviços da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, existem ações incipientes relacionadas à promoção e à incorporação da qualidade, humanização e segurança do paciente.

    Resultados esperados

    Melhoria significativa da qualidade, humanização e segurança do paciente da atenção à saúde nos estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 10,2 milhões R$ 0,0 milhões
    Custeio R$ 5,9 milhões R$ 0,0 milhões
  • Execução OrçamentáriaVer detalhes
    2017 2018
    Recursos próprios Outros recursos Total Recursos próprios Outros recursos Total
    Investimento R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões
    Custeio R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões
    Total R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões R$ 0,00 milhões

    Para informações sobre os critérios para apuração da execução orçamentária, clique aqui.

    Informações Adicionais

    março/2019
    Em 2018, o projeto Qualifica Saúde passou por revisão de escopo e, consequentemente, cronograma de execução. Desse modo, não foram despendidos recursos orçamentários no projeto.

    julho/2018

    Em 2017, a equipe do projeto Qualifica Saúde dedicou-se a elaboração do Modelo Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente; tal elaboração contou com a força de trabalho da própria Secretaria Municipal de Saúde e, consequentemente, não acarretou custos adicionais. Em 2018, há previsão de apoio de parceiros externos para contribuição com o Projeto.

Linhas de Ação
  • 5.1 Estabelecer e publicar os requisitos do Modelo Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente para os Estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo, considerando requisitos de acessibilidade.

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Modelo Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente publicado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 5.2 Ter pelo menos um multiplicador capacitado no Modelo Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente da SMS em todos os estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo (841), na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizado

    Descrição do Indicador
    Percentual de estabelecimentos com multiplicador capacitado no Modelo de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente da Secretaria Municipal da Saúde

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador Não aplicável 13.0% 13.0% -  100% (840)

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0.2% 0.2% - 13 (100%)
    Butantã 0.4% 0.4% - 14 (100%)
    Campo Limpo 0.1% 0.1% - 44 (100%)
    Capela do Socorro 0.1% 0.1% - 37 (100%)
    Casa Verde 0.5% 0.5% - 22 (100%)
    Cidade Ademar 0.4% 0.0% - 31 (100%)
    Cidade Tiradentes 0.1% 0.1% - 22 (100%)
    Ermelino Matarazzo 0.4% 0.4% - 24 (100%)
    Freguesia/Brasilândia 0.5% 0.5% - 39 (100%)
    Guaianases 0.1% 0.1% - 26 (100%)
    Ipiranga 0 0 - 32 (100%)
    Itaim Paulista 0.4% 0.4% - 28 (100%)
    Itaquera 0.8% 0.8% - 42 (100%)
    Jabaquara 0.1% 0.1% - 19 (100%)
    Jaçanã/Tremembé 0.1% 0.1% - 18 (100%)
    Lapa 0.1% 0.1% - 19 (100%)
    M'Boi Mirim 0.5% 0.5% - 48 (100%)
    Mooca 0.5% 0.5% - 25 (100%)
    Parelheiros 0.1% 0.1% - 25 (100%)
    Penha 0.2% 0.2% - 37 (100%)
    Perus 0 0 - 14 (100%)
    Pinheiros 0.1% 0.1% - 20 (100%)
    Pirituba/Jaraguá 0 0 - 33 (100%)
    Santana/Tucuruvi 0.1% 0.1% - 19 (100%)
    Santo Amaro 0 0 - 17 (100%)
    São Mateus 0.6% 2.6% - 33 (100%)
    São Miguel Paulista 0.1% 0.1% - 26 (100%)
    Sapopemba 0 0 - 25 (100%)
    0.4% 0.4% - 30 (100%)
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 - 25 (100%)
    Vila Mariana 0 0 - 15 (100%)
    Vila Prudente 0.1% 0.1% - 18 (100%)
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 5.3 Realizar diagnóstico de todos os estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo (841), na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Suprarregional

    Marco
    Diagnóstico de todos os estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo realizado

    Status da Linha de Ação
    Não Concluída

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 5.4 Definir planos de ação para que no mínimo 75% dos estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo (630) alcancem pelo menos o nível básico do Modelo de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente da SMS-SP, na perspectiva da constituição das Redes de Atenção à Saúde (RAS).

    Regionalização
    Regionalizável

    Descrição do Indicador
    Percentual de estabelecimentos com planos de ação em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador Não aplicável 0 0 -  100%

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

    2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem
    Aricanduva 0 0 -
    Butantã 0 0 -
    Campo Limpo 0 0 -
    Capela do Socorro 0 0 -
    Casa Verde 0 0 -
    Cidade Ademar 0 0 -
    Cidade Tiradentes 0 0 -
    Ermelino Matarazzo 0 0 -
    Freguesia/Brasilândia 0 0 -
    Guaianases 0 0 -
    Ipiranga 0 0 -
    Itaim Paulista 0 0 -
    Itaquera 0 0 -
    Jabaquara 0 0 -
    Jaçanã/Tremembé 0 0 -
    Lapa 0 0 -
    M'Boi Mirim 0 0 -
    Mooca 0 0 -
    Parelheiros 0 0 -
    Penha 0 0 -
    Perus 0 0 -
    Pinheiros 0 0 -
    Pirituba/Jaraguá 0 0 -
    Santana/Tucuruvi 0 0 -
    Santo Amaro 0 0 -
    São Mateus 0 0 -
    São Miguel Paulista 0 0 -
    Sapopemba 0 0 -
    0 0 -
    Vila Maria/Vila Guilherme 0 0 -
    Vila Mariana 0 0 -
    Vila Prudente 0 0 -
    A definir -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 5.5 Avaliar através de auditoria e certificar os estabelecimentos da Rede Municipal de Saúde da cidade de São Paulo.

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Percentual de estabelecimentos avaliados para certificação no Modelo de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente da SMS

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Desempenho do Indicador Não aplicável 0 -  100% (840)

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

  • 5.6 Implantar Prêmio Anual Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente e realizá-lo anualmente

    Regionalização
    Suprarregional

    Descrição do Indicador
    Prêmio Anual Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente realizado anualmente

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados Não aplicável 0 -  3
    Valores por perí­odo - 0 -

    Último dado disponível: dezembro/2018
    Última atualização: março/2019

Informações Adicionais
março/2019
Havia a previsão que no segundo semestre de 2018 ocorreria a certificação dos primeiros estabelecimentos municipais de saúde conforme critérios de qualidade, humanização e segurança do paciente previstos na meta. Isso não se concretizou e o atraso se justifica pela revisão dos requisitos técnicos do Modelo.
julho/2018
No âmbito do projeto Qualifica Saúde, durante o 1º semestre de 2018, o Modelo Municipal de Gestão de Qualidade, Humanização e Segurança para o Paciente continuou a ser discutido e deve ser publicado em breve. Apesar da publicação oficial estar atrasada, já foram realizadas capacitações de profissionais dos equipamentos de saúde do município para adequação das unidades aos pré-requisitos do referido modelo. Espera-se que o diagnóstico da situação das unidades e os planos de ação para implantação do Modelo tenham início no segundo semestre de 2018.
janeiro/2018
A minuta do Modelo Municipal de Gestão da Qualidade, Humanização e Segurança do Paciente foi elaborada e encontra-se em fase de discussão junto à comissão de especialistas, deve ser validada e publicada no primeiro semestre de 2018. Este modelo irá orientar todas as reformas previstas no âmbito do Programa de Metas, como a reforma de 150 Unidades Básicas de Saúde, a reforma de 33 Unidades de Urgência e Emergência, a revitalização dos 25 Centros Especializados em Reabilitação e a revitalização das 10 Unidades de Referência em Saúde do Idoso, previstas nos projetos Amplia Saúde, Vida Urgente, Viver Mais e Melhor e Cidade Amiga do Idoso, respectivamente. Algumas destas obras tem previsão de início já no primeiro semestre de 2018.