• Ficha TécnicaVer detalhes

    Nome descritivo

    Implantação do processo eletrônico na Prefeitura de São Paulo.

    Situação encontrada

    A Prefeitura de São Paulo gera, aproximadamente, 340 mil processos administrativos por ano. A maior parte desse volume é gerada em papel, o que prejudica o meio ambiente e onera a Administração com transporte e armazenamento, ocasionando ainda a morosidade de sua tramitação. Além disso, os processos físicos oferecem pouca transparência e dificultam o controle gerencial da rotina administrativa, bem como podem ser danificados ou mesmo extraviados. Em janeiro de 2015, a Prefeitura de São Paulo implantou o SEI - Sistema Eletrônico de Informações, criado e cedido gratuitamente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, cuja finalidade é substituir o papel pelo ambiente eletrônico para a geração e a tramitação de processos administrativos. Desde então, já foram migrados para o sistema eletrônico mais de 100 tipos de processos. No entanto, até janeiro de 2017, somente 35% dos processos administrativos eram gerados em ambiente eletrônico. O projeto consiste na disseminação do uso do SEI (Sistema Eletrônico de Informações) na Prefeitura, garantindo que os processos administrativos passem a ser criados e tramitados de forma eletrônica, em substituição ao Simproc (Sistema Municipal de Processos), utilizado para autuar processos em papel, e que serve tão somente para controlar sua movimentação.

    Resultados esperados

    Até o término do ano de 2018, 100% dos processos administrativos serão criados eletronicamente no SEI. Com isso, calcula-se uma economia de R$ 4 milhões em insumos para a geração e transporte de documentos, por ano, e a redução do consumo de 16 milhões de folhas de papel, aproximadamente. Além disso, a criação dos processos no SEI permitirá reduzir o tempo médio de tramitação dos processos entre 50 e 90%, fornecendo mais celeridade às ações da Administração. Por fim, a totalidade dos processos no sistema eletrônico propiciará um aumento de transparência e de controle sobre o trabalho da gestão municipal, permitindo aos cidadãos o acompanhamento dos processos e a interação com a Prefeitura pela internet.

    Orçamento

    Recursos próprios Outros recursos
    Investimento R$ 2,5 milhões R$ 0,0 milhões
    Custeio R$ 13,2 milhões R$ 0,0 milhões
Linhas de Ação
  • 58.1 Migrar 100% dos tipos de processos administrativos hoje autuados em papel para o sistema eletrônico

    Regionalização
    Supraregional

    Descrição do Indicador
    % de processos mapeados para migração

    Status
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 16% (150) 26% (225) 69% (615) - 100% (900)
    Valores por perí­odo 26% (225) 43% (390) -

    Último dado disponível: dezembro/2017
    Última atualização: janeiro/2018


  • 58.2 Capacitar 35.000 servidores públicos municipais para utilização do sistema

    Regionalização
    Supraregional

    Descrição do Indicador
    % do público-alvo capacitado

    Status
    Em andamento

    Execução da linha de ação
    Valor Base 2017 2018 2019 2020 - Projeção para
    2017-2020
    1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem 1º Sem 2º Sem -
    Valores acumulados 43% (15000) 62% (19662) 68% (22009) - 100% (35000)
    Valores por perí­odo 19% (4662) 6% (2347) -

    Informações adicionais sobre a execução da linha de ação


    Último dado disponível: dezembro/2017
    Última atualização: janeiro/2018


  • 58.3 Disponibilizar uma plataforma interna de controle gerencial dos processos para subsidiar a tomada de decisão pelos gestores municipais

    Regionalização
    Supraregional

    Marco
    Lançamento da plataforma de controle gerencial

    Status
    Entrega concluída no 2º semestre de 2017

Informações Adicionais

janeiro/2018
Ao final do primeiro semestre de 2017, 54% dos processos administrativos da Prefeitura foram gerados em meio eletrônico, por meio do SEI - Sistema Eletrônico de Informações. Ao final de 2017, esse índice chegou a 75,18%. Em 2018, a Prefeitura tomará medidas para que a meta de 100% de processos eletrônicos seja atingida até o final do ano. Além disso, a linha de ação 56.3 foi cumprida antes do prazo, ainda em 2017, com o lançamento do Painel de Evolução dos Processos Eletrônicos, que possibilita uma visão gerencial de todos os processos gerados no SEI, facilitando o controle da rotina e viabilizando a melhor tomada de decisão pelos gestores. Em relação à linha de ação de capacitação de servidores, em 2018 serão ampliadas as turmas de capacitação presenciais e a distância, inclusive com o treinamento de multiplicadores.